Reflexões Conscienciais Numa Madrugada de Domingo

(HÁ ALGO MAIS… UM AMOR, UMA LUZ. – CLX*)

Você é capaz de honrar a imensidão da Vida em seu próprio Ser?
(E reconhece isso de forma clara e inequívoca?)

Você olha para o zimbório celeste com os olhos?
(Ou já aprendeu a fazer isso com seu coração?)

Você reconhece que há um Poder secreto que faz a flor desabrochar?
(E que esse é o mesmo Poder que anima o seu viver?)

Você ainda procura as respostas para os grandes mistérios?
(Ou já viu que, antes, precisa descobrir os pequenos mistérios de si mesmo?)

Você escuta os ecos do Eterno em seu coração?
(E reconhece a Canção da Vida, que os espíritos também cantam?)

Você aceita que o universo é maior do que o umbigo do seu ego?
(E que as grandes lições muitas vezes estão nas pequenas coisas da vida?)

Você ainda vaga pelas vielas dos cemitérios como um fantasma de si mesmo?
(Ou voa para fora do corpo e visita os que partiram, que hoje moram além?)

Você reconhece que viver não é só respirar, comer, beber, copular e morrer?
(E que tudo aquilo que você pensa e sente se reflete no seu viver?)

Você ainda permite que as suas quimeras emocionais toldem a sua lucidez?
(E que no bojo de suas ilusões também estejam colados vários espíritos densos?)

Você reconhece que o semelhante atrai o semelhante, por pura sintonia?
(E que pensamentos turbulentos atraem energias nefastas para sua vida?)

Você ainda se lembra de erguer a consciência ao “Amor Que Ama sem Nome”?
(E faz isso com respeito e humildade, em Espírito e Verdade?)

Você reconhece que é um espírito, e que veio de longe para aprender na Terra?
(E que o corpo não é seu inimigo, mas, sim, os seus pensamentos negativos?)

Você ainda fuça os defeitos dos outros, para depois julgá-los com seu ego?
(Ou já percebeu que há muitas picuinhas a resolver dentro de si mesmo?)

Você se lembra do lema dos iniciados, que é “fazer o Bem sem olhar a quem”?
(E quando pensa nisso, o seu coração se derrete de Amor?)

Você caminha pela senda espiritual pisoteando os que sabem menos?
(Ou já se tocou que, quanto maior o conhecimento, maior a responsabilidade?)

Você ainda se ilude que o seu grau espiritual é medido por medalhas ou galardões?
(O que importa mais: a cor de sua túnica iniciática? Ou a cor da sua aura?)

Você realmente se considera espiritualizado, só porque estuda temas espirituais?
(Ou ainda percebe várias faixas trevosas bloqueando a Luz do seu coração?)

Você valoriza o que é claro e verdadeiro em sua vida?
(E honra isso em seu coração, como uma joia espiritual?)

P.S.:
Você se reconhece nessas linhas?
E me reconhece também?
Então, somos irmãos de senda…
Nós viemos de bem longe, lá das estrelas.
E estamos aqui, na Terra, para aprendermos algo.
Oxalá, sejamos dignos desse aprendizado…
Para, um dia, voltarmos para casa.
Até lá, vamos honrar a imensidão da vida…
Em nós mesmos, em Espírito e Verdade.
Porque há algo mais…
Um Amor e uma Luz.

(Dedicado aos que carregam a tocha acesa da espiritualidade em seu corações e que fazem o Bem sem olhar a quem, honrando sua passagem pelo orbe e aproveitando a chance de evoluir…)

– Wagner Borges  mestre de nada e discípulo de coisa alguma.
São Paulo, 11 de março de 2018.

– Notas:
* Esse texto fará parte do segundo volume do livro “Há Algo Mais… Um Amor, Uma Luz”. O primeiro volume do livro está disponibilizado para download gratuito no site do IPPB:http://www.ippb.org.br/blog/livro-ha-algo-mais-um-amor-uma-luz

Enviado por: IPPB – Newsletter <newsletter@ippb.org.br>

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s