FALANDO DO TODO – O PRIMEIRO AMOR DE TUDO! – II

31

Quando o coração do homem se abre na sintonia do Eterno, desce uma alegria diferente… alguma coisa celeste opera em níveis sutis dentro dele.
E nem ele mesmo compreende isso.
O que se sente e não se explica…
Então, ele percebe que nunca esteve sozinho na jornada.
Ele vê além, muito além… enquanto as estrelas dançam em seu coração.
Os espíritos luminosos lhe sussurram ensinamentos celestes.
Eles lhe falam de vida além da vida…
E do Poder Incomensurável do Todo, em todos os planos.
Ele guarda tudo isso em seu coração (pois sabe qual é sua missão).
Ele sabe da responsabilidade que é trabalhar com a Luz.
Ele sabe quem é o Dono de tudo!
Ele respeita Aquele Poder Maior, o seu Primeiro Amor.
Ele agradece ao Pai-Mãe de todos!
Ele sabe que é servidor da Luz (e é feliz por isso).
Assim como sabe que tem muito a aprender na imensidão da vida.
Às vezes, ele se sente igual criança diante do infinito.
Quando olha para o zimbório celeste, ele curva sua cabeça.
Porque a saudade bate forte… e ele sente outras esferas, algures.
Mas ele compreende o que está em jogo: sua evolução!
Ele sabe que desceu à Terra para aprender e trabalhar…
E que a oportunidade é maravilhosa (mais do que em outras vidas).
Ele sabe quem é o Grande Hierofante!
Ele sabe quem o colocou no serviço da Luz.
Ele sabe quem faz o Amor acontecer.
Ele compreende o enunciado espiritual dos Iniciados:
“Fazer o Bem sem olhar a quem!”
Por isso, ele trabalha, estuda, ama, ri, cresce e segue…
Ele sabe quem é o seu Primeiro Amor, a Primeira Luz.

P.S.:
Às vezes, o Alto chama, em Espírito e Verdade… 
E nosso coração escuta, de forma admiráveis.
Então, tudo muda.
E, mesmo à noite, vê-se uma aurora.
Isso não se explica, só se sente…
Eu sei que com muitos outros também é assim.

(Dedicado a todos os servidores da Luz, de todas as linhas, que jamais se esquecem do Seu Primeiro Amor, e por Ele trabalham, estudam, amam, riem e seguem… agradecidos).
Paz e Luz.

– Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma.

– Nota:
A primeira parte desse texto pode ser acessada nesse link:
http://www.ippb.org.br/textos/1613-falando-do-todo-o-primeiro-amor-de-tudo

Enviado por: IPPB – Newsletter <newsletter@ippb.org.br>

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s